Sobre a suposta cura do câncer

Projeto de lei *recente permite distribuição da fosfoetanolamina sintética e aguarda sanção presidencial.  A ANVISA e a comunidade científica se posicionam contra a lei devido ao fato de que nem a segurança nem as supostas propriedades curativas da droga foram comprovadas em testes clínicos.

Já eu acho que o Estado deve evitar regular demais a vida das pessoas. Sabe o que mais não tem eficácia comprovada? Rezadeiras. A falta da comprovação de eficácia não é motivo para proibirmos a profissão. Poderíamos acabar proibindo inúmeros rituais religiosos se seguíssemos esse caminho. Já cigarro e bacon fazem muito mal, mas seus efeitos negativos à saúde também não são considerados comumente motivos para proibição. Mantenho essa posição mesmo para substâncias mortais.

Então liberou geral? Também não é assim, a ação do Estado é justificada para evitar fraudes. Minha sugestão é que a fosfoetanolamina possa ser distribuída em embalagens com avisos bem grandes onde se lê:

Substância de uso experimental. Eficácia e segurança não são garantidas. A ANVISA desaconselha fortemente o uso.

Assim, ninguém será enganado e as pessoas terão direito de seguir suas crenças, mesmo que malucas e perigosas. A propósito, sugiro aviso semelhante para “remédios” homeopáticos. Se bem que eu tiraria a parte da segurança, é só água (limpa) aquele negócio. Não há muito com que se preocupar.

 

 

*A lei já passou pelo senado.

Obs.: O caso de crianças é mais complexo. Aqui assumo que os usuários serão adultos em posse de suas faculdades mentais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s